segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

O QUE VEM POR AÍ

Carta ao Avô
por Hiro - prévia do que virá no Farrazine #20

Eu soube das notícias. Soube que sua saúde piorou. Sei que não há muito tempo, então serei direto e sincero. Não posso ir até o senhor, pois estou longe cuidando dos negócios da família. Também sei que o senhor prefere que eu continue com meu trabalho, do que vá aí vê-lo. Pois será isso o que eu farei. Farei o que o senhor me ensinou a fazer. Serei o homem que o senhor quer que eu seja. Serei como o senhor mostrou que eu deveria ser naquele dia.
Eu não queria acompanhá-lo naquele dia, ainda era muito jovem, mas o senhor achava que eu já estava pronto. Lembro como eu tremia ao segui-lo. O senhor disse que não havia motivos para ter medo. Todos eles estavam dormindo naquele momento. Nós os surpreenderíamos. Eram eles quem deveriam temer.
Nós chegamos à porta do casarão. O senhor ergueu o machado e, com dois golpes, as trancas foram abaixo. Recordo-me de me alcançar o machado, e de eu ser ofuscado pelo reflexo vindo da munição prateada que o senhor colocava nos revólveres. O segui dentro do casarão escuro e úmido. Eu tremia muito, mas o senhor estava sempre confiante. Procuramos até acharmos os leitos. Eles todos dormiam com rostos serenos e pálidos. Aparentavam ter sonhos felizes.

Após examinarmos em silêncio, o senhor escolheu o primeiro. Disse que deveria ser aquele, pois era o mais forte. Sem ele, os outros não teriam chances. O senhor sacou a grande faca do cinto, e meus joelhos começaram a tremer ainda mais. Eu me recordo do som que a faca fez ao cortar a carne e quebrar as costelas. Hoje, quando fecho os meus olhos, ainda o ouço gritar e vejo mais uma vez o movimento rápido que lhe arrancou o coração antes que pudesse ter qualquer outra reação.
O lamento agonizante ecoou pelas salas e corredores da casa. Todos os outros despertaram, e logo perceberam o que acontecia. Também me lembro de como fiquei sem reação ao vê-los saltarem com seus rostos furiosos e vingativos e com seus gestos que lembravam bestas a defender sua toca ou ninho...

A estória continua na edição 20 do Farrazine disponível em breve para download e visualização online.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes